Do Lourido à Ermida

O irritante vento de nordeste acompanha-me até Ponte da Barca, apostado em me estragar o dia. Vou amaldiçoando o facto de morar num eucaliptoquistão ondulado e ter de percorrer estas distâncias para chegar às montanhas verdadeiramente interessantes, assim como a uma floresta um pouco mais variada.

IMG_0066[1]

Por trilhos de BTT já conhecia Lourido e a Ermida mas não a estrada que as liga. As fotos do street view foram um estimulante. Mas ao vivo foi ainda melhor.

DCIM138GOPRO

DCIM138GOPRO

O final tem tanto de duro como de belo. A visão da estrada umas dezenas de metros acima, depois da curva, e o desafio de termos de chegar lá… quando se vence esse desafio solta-se uma sensação de prazer.

DCIM138GOPRO

Não parei durante a subida mas a descida foi lenta, para apanhar todos os bonecos que tinha imaginado durante a a ascenção.

DCIM138GOPRO

A vantagem de relativizar as coisas: com a dureza do final da ascenção à Ermida o regresso por Germil até pareceu uma coisa rolante (mas se calhar não foi alheio a isso o vento que se fez sentir pelas costas).

Do Lourido à Ermida